0

Eurico Nobre é o organizador do projeto de cultura No próximo domingo, 09, acontece o 2° Festival de dança de rua, a partir das 15h, no Ginásio Darcy Ribeiro da Praça de esportes, com muito Stree Dance, B.Boy, Hip Hop, Funk, Rap e outros.

De acordo com o organizador do evento, Eurico Nobre, o objetivo principal é resgatar a auto-estima dos jovens, incentivar a arte e a cultura, além de inserir no calendário cultural da cidade o dia do Hip Hop.

(Eurico Nobre é o organizador do projeto de cultura)

Eurico Nobre é o organizador do projeto de cultura.

- São principalmente jovens de comunidade carentes da periferia que sofrem com o preconceito e a desigualdade social, pelo jeito de vestir e estilo de música. Como prova do bom desenvolvimento do trabalho, a primeira edição do festival foi muito boa, pois finalmente havíamos encontrado o objetivo que os jovens queriam, um espaço para mostrar seus trabalhos. Desde o primeiro festival em 2006, estamos realizando este trabalho, sendo bem aceito pelo público, com o sucesso do evento, que contou com a participação de mais de 2.000 pessoas e, a pedido dos grupos de dança, a coordenação do festival, juntamente com as partes interessadas, pretende inserir o evento no calendário cultural da cidade de Montes Claros - explica.

Sabendo que a arte e a cultura transformam vidas, e com o objetivo de incentivar os grupos, valorizando o seu trabalho, o festival ainda contribui para melhorar a qualidade de vida das comunidades carentes, já que é um evento de caráter beneficente, tendo como ingresso alimentos não perecíveis, doados às famílias carentes dos bairros periféricos de Moc.

O coordenador do festival, Eurico Nobre, nasceu no Conjunto Cidade Cristo Rei, e sempre acompanhou o desenvolvimento dos jovens na comunidade.

- Há oito anos venho desenvolvendo, na área social, um trabalho com crianças carentes do bairro, realizando aulas de dança de rua e artesanato. Sendo assim, é possível lutar contra a criminalidade, e foi nessa luta que sentimos a necessidade de ter um espaço para mostrar o nosso trabalho. Decidimos fazer um festival que hoje está fazendo sucesso - diz.

Eurico também fala que o festival contribui para a melhoria de vida das comunidades carentes, onde também acontece o recolhimento de alimentos não perecíveis e doados para as famílias, despertando o interesse artístico dos jovens.

- Precisamos apoiar e incentivar esse tipo de trabalho, voltado para a cultura e o social, senão sempre vamos encontrar dificuldade para conseguir realizá-lo. Acredito que a juventude é a esperança de um mundo melhor, e vamos lutar sempre para uma humanidade mais justa, humana e igualitária - argumenta.

De acordo com Elton Santana Gonçalves, o primeiro festival realizado foi muito bom, quando aconteceu uma interatividade dos participantes.

- O festival é um dos melhores, muito importante para nós. Tem mais público e concorrentes, estamos correndo atrás para que a nossa concorrência seja boa - fala.

Elton é integrante do grupo Dont Stop há quase cinco anos. Ele fala que o grupo surgiu com duas pessoas que sonhavam com a dança.

- O objetivo do nosso grupo é mostrar que somos iguais e que lutamos por um ideal. Lutamos pela dança de qualidade - argumenta.

Os grupos amadores ou profissionais que melhor se apresentarem nos oito minutos por grupo, ganharão uma premiação de incentivo. Para mais informações sobre o festival é pelos telefones (38) 2104–5777 ou (38) 9953–3529.



Michelle Tondineli
Repórter

Postar um comentário Blogger

Às vezes alguns dos servidores do RapidShare podem ficar fora do ar ou em manutenção, basta fazer download em outro horário ou tentar outros servidores. Para saber se o link esta quebrado Clique Aqui.

Para postar um comentário escolha a Opção Conta Google ou Nome/URL, logo coloque seu Nome e cole o Url acima ou um de sua preferência.
Comentários ANÔNIMOS não serão levados em consideração.

 
Top